Em novo endereço

Blog do Wallace - http://wsantacruz.com.br

Fone: (84) 9983-2318

Email: wallacemaxsuel@yahoo.com.br

MSN: wallacemaxsuel@hotmail.com

Pesquisar este blog

Micarla ganha um minuto de Carlos Eduardo

A prefeita de Natal, Micarla de Sousa (PV), ganhou na Justiça o direito de resposta, de um minuto, no horário eleitoral do candidato ao governo do estado, Carlos Eduardo Alves (PDT). O juiz auxiliar da propaganda eleitoral, Ivan Lira deferiu a liminar, para assegurar à Micarla o direito de defesa. O conteúdo veiculado no guia eleitoral acusa a prefeita de fatos criminosos relacionados ao licenciamento dos edifícios na área do Morro do Careca.

Carlos Eduardo disse em seu espaço eleitoral: "Quando era prefeito de Natal embarguei a construção de cinco edifícios nas proximidades do morro do Careca. A obra prejudicava a paisagem mais bonita de Natal. Na luta, tive o apoio da Promotoria do Meio Ambiente e dos natalenses. A atual administração tentou liberar a obra, agora vem a polícia e desmantela o esquema de corrupção dentro da Semurb. Outra construção que embarguei foi um hotel na Via Costeira, que também prejudicava o meio ambiente. As pressões voltaram, mas novamente fui firme. Nunca tive dúvida dessas posições, mesmo quando era criticado. É por isso que quando apresento as minhas propostas para governar o Estado digo: vou fazer gestão! E não politicagem!".

A prefeita atribuiu às acusações a uma estratégia do prefeito e das coligações adversárias, já pensando nas eleições municipais de 2012. "Existe, por parte de quem perdeu em 2008, e que também vai perder em 2010, uma articulação para só utilizar o horário para fazer pré-propaganda para a próxima eleição. Acho que a Justiça Eleitoral percebeu essa intenção e por isso tomou tal decisão, deixando claro que os programas eleitorais devem ser utilizadas para transmitir projetos, ideias, ações de alguém se propõe a concorrer uma vaga nestas eleições. Estão querendo municipalizar uma campanha que é do Estado. Não se tem projetos, faltam argumentos e sobram agressões", declarou Micarla.